Serendipity

The laws of chance, strange as it seems,
Take us exactly where we most likely need to be
[David Byrne]

quarta-feira, 18 de Novembro de 2009

Chashama

Esta rapariga fazia ginástica ao espelho e tanto comia frango frito do KFC com refrigerante, como aipo com água mineral. No chão está um poema chamado The Red Wheelbarrow:

so much depends
upon
a red wheel
barrow
glazed with rain
water
beside the white
chickens.

Na Rua 44, a mesma rua do hotel, demos com esta casa com montra. À primeira vista parecia que se tinham esquecido de colocar persianas e só ao fim de alguns minutos a espreitar disfarçadamente é que deu para perceber que era propositado. Era uma performance.

Passado um dia ou dois da performance aqui retratada, tinham um letreiro na porta que dizia "Closed Audition - A wheelbarrow named desire: the musical". Artistas.

sexta-feira, 13 de Novembro de 2009

Film Forum

Tinhamos o corpo moído de tanto andar mas era demasiado cedo para desistir. Fomos descansar para uma das quatro ou cinco cinematecas de Manhattan, o Film Forum. Mas só para descansar o corpo, não tivemos qualquer intenção de «descansar a cabeça». O "Some Like it Hot" na sessão das sete foi mesmo o que o doutor recomendaria para o efeito.

Do excelente restaurante onde jantámos a seguir, trouxe uma receita de pumpkin pie ainda por exprimentar.

quinta-feira, 12 de Novembro de 2009

Dean & DeLuca no SoHo

Esta loja merece sempre uma visita demorada [pequena amostra: video tour]. No nosso passeio deparámo-nos com um expositor dedicado aos sabonetes Claus Porto e com umas latas de sardinhas designadas "sardines portugaises". Na fila da caixa, a senhora à nossa frente levava apenas "sardines portugaises", cerca de vinte latas de "sardines portugaises". Imagino o sucesso que os hors d'œuvre de "sardines portugaises" terão feito no jantar.

A aquisição mais significativa desta incursão foi um pequeno frasco de sal de trufa. Estou completamente viciada em trufas, ou até em aroma de trufa. Antes do sal de trufa comprei o azeite de trufa, nas duas últimas idas ao Casanova pedi a pizza de trufa, e semana após semana continuo a procurar a pasta da Giovanni Rana "al tartufo bianco" que, aparentemente, desapareceu do mercado.

quarta-feira, 11 de Novembro de 2009

The High Line

O parque da High Line abriu ao público em Junho de 2009. Na entrada da rua 20 tem vista para o IAC Building (Frank Gehry, 2007) e, um pouco mais abaixo, para o Hudson.

A gripe

Há uns meses atrás, antes de chegarmos a este estado de coisas, tive um sonho que me surpreendeu por não me supor sequer preocupada com o assunto. Sonhei que estava internada numa espécie de estabelecimento prisional, vestida com um uniforme cinzento igual ao de todos os que me rodeavam e a receber uma refeição de tabuleiro na cantina. Ia ficar detida até ter a gripe, que no meu caso tardava. As pessoas chegavam, tinham a gripe e saíam. Menos eu, que nunca mais manifestava qualquer sinal da doença e já ansiava pela febre de 40 graus que me libertaria.

Continuo à espera.

terça-feira, 10 de Novembro de 2009

New Museum

O novo edifício deste museu abriu em Dezembro de 2007 e é muito giro. No sétimo andar, tem um quarto no céu, com varanda, que só abre aos fins-de-semana. Por isso tivemos de lá passar no Domingo, quando voltámos de Brooklyn.

segunda-feira, 9 de Novembro de 2009

Brooklyn Botanic Garden

Quem vai a Coney Island de manhã, aproveita para ver Brooklyn à tarde. Em especial, o fabuloso jardim botânico com o museu dos bonsais, a estufa tropical, o pavilhão do deserto, o jardim japonês. É um belíssimo parque. Para almoçar escolhemos, e bem, o Brooklyn Fish Camp que tem um espaço exterior nas traseiras, com mesas corridas [162 Fifth Avenue (Park Slope), Brooklyn].

Brighton Beach

Vasculhados melhor o filme e as fotos, temos isto.

domingo, 8 de Novembro de 2009

Coney Island

Naquele filme «Eu Tenho Dois Amores» (bom filme mas não me lembro do título em português), eles vivem em Brooklyn e vão a um café ao pé da praia, onde se ouve Amália a cantar "Estranha Forma de Vida". Fui investigar e fiquei a saber que as filmagens passaram por Brighton Beach. Com a ajuda dos mapas do Google localizei esta praia, apercebi-me que ficava em Coney Island, que até tinha curiosidade em visitar, e descobri que está à distância de menos de uma hora de metro do centro de Manhattan.

Coney Island tem como imagem mais reconhecível o parque de diversões cujas primeiras atracções são do início do século passado. A roda gigante ainda em funcionamento é de 1918 e a montanha russa é de 1927.

Domingo, às 10 da manhã, a viagem numa carruagem de metro quase vazia e numa linha semi-expresso que a meio de Brooklyn segue à superfície, fez-se num instante. À chegada, logo à saída da estação, deparámo-nos com um mural lindo e gigantesco da autoria dos irmãos grafitistas de São Paulo conhecidos por Os Gémeos. Já no paredão junto praia, um passeio larguíssimo em parte revestido a tábuas de madeira mas também com ciclovia em cimento, a população era exclusivamente composta por russos desportistas de todas as idades. Fomos até à beira-mar, passando pela grande extensão de areia cinzenta, e percorremos a praia até à zona de Brighton Beach. Aqui chegados, voltámos para o paredão e tomámos um café num dos bares-restaurantes russos onde nativos mais idosos e menos desportistas engoliam copos de vodka num ápice. Pouco passava do meio-dia.

segunda-feira, 2 de Novembro de 2009

Interesses cruzados

Manifesta agora interesse pelos meus discos da Joni Mitchell porque descobriu que o Robert Plant e o Jimmy Page eram grandes admiradores da cantora que lhes inspirou "Going to California".

E eu, se calhar, vou começar a conhecer Led Zeppelin.